Propósito para educar, Tecnologia para inovar.

Escola Particular

O Centro Educacional “Alexis Novellino” foi fundado em 1964. Nasceu do Curso Novellino com a Profª. Maria Rosele Novellino da Silva Torres alfabetizando uma turma de alunos, enquanto as Profas. Ciléa Maria Barreto e Marlene Rodrigues Sanchez Cortez preparavam alunos para o extinto “exame de admissão”. “ALEXIS NOVELLINO” – UM EMPREENDEDOR DE SUCESSO!

Por aqui passam os melhores alunos do mundo!
A escola na

Mídia

ÁREA

PEDAGÓGICA

O Cean Alexis Novellino tem um propósito para educar

fique por dentro

Eventos e Notícias

Confira todos os nossos eventos e notícias.

Contatos

R. Maj. Belegard, 100 - São Bento, Cabo Frio - RJ, 28906-330

(22) 2643-0592

( Sem atendimento durante o período com aulas presenciais suspensas, por força de decreto municipal.)

Rolar para cima

NOSSA HISTÓRIA

O Centro Educacional “Alexis Novellino” foi fundado em 1964.

Nasceu do Curso Novellino com a Profª. Maria Rosele Novellino da Silva Torres alfabetizando uma turma de alunos, enquanto as Profas. Ciléa Maria Barreto e Marlene Rodrigues Sanchez Cortez preparavam alunos para o extinto “exame de admissão”.

“ALEXIS NOVELLINO” – UM EMPREENDEDOR DE SUCESSO !

Alexis Pinto Novellino nasceu em Cabo Frio em 17 de julho de 1908. Desde cedo mostrou-se dinâmico e com vocação para o comércio. Cursou só o Grupo Escolar, mas conseguiu adquirir cultura e conhecimentos e tornou-se um empresário que marcou o progresso de Cabo Frio. Alexis gostava de ler e freqüentava a livraria que ficava no centro da cidade e que funcionava também como banca de jornais e revistas.

Homem de visão, ainda bem jovem fazia compras no Rio de Janeiro, onde ia de navio ou trem para atender as encomendas da comunidade. Eram peças de seda, relógios, jóias, sapatos e outros produtos que ele trazia da então capital para atender as senhoras cabo-frienses.

Por exercer essa atividade de Comissário Comercial, Alexis se tornou muito querido e conhecido de toda a comunidade. Essas viagens ao Rio, serviram também de experiência para seus negócios e desenvolvimento cultural e empresarial.

Ele casou-se com Olívia Ferreira dos Santos e tiveram oito filhos, entre eles a Profª. Maria Rosele Novellino da Silva Torres, uma das sócias do Centro Educacional “Alexis Novellino”.

Alexis Novellino idealizou também um futuro melhor para os jovens e foi um dos fundadores do primeiro ginásio de Cabo Frio. Criou o jornal “O Industrial” e teve participação também nos jornais “A Razão” e “O Arauto”.

Mas, o maior empreendimento de Alexis foi a criação da primeira empresa de transporte de Cabo Frio, responsável pelo desenvolvimento do comércio de toda a Região dos Lagos. A “Auto Viação Salineira” marcou o progresso do município, sendo a alavanca para o desenvolvimento econômico de toda a região.

Com sua grande visão empresarial, acreditava no crescimento e soube multiplicar um empréstimo de 100 mil réis junto ao Banco Fluminense da Produção e construir um patrimônio para a família. Com o dinheiro do empréstimo, feito em 1943, criou a primeira empresa de ônibus de Cabo Frio que ligava o município a Araruama. Nos anos de 43/44 a “Auto Viação Salineira” possuía várias linhas internas que circulavam para o São Pedro da Aldeia e Araruama, além de explorar a CaboFrio/Búzios. A empresa fazia também o transporte coletivo para Macaé.

Quando terminou o Estado Novo, a “Salineira” conseguiu a concessão para explorar a linha Cabo Frio/Niterói. O sonho de Alexis se concretizou, a sua querida cidade, Cabo Frio, se ligara à capital, através de sua empresa de ônibus. Foi um dia histórico para o município: 21 de abril de 1942. Os amigos de Alexis foram prestar-lhe os votos de sucesso pelo novo empreendimento. Ele, solene, vestido de terno preto, camisa branca e gravata preta, como sempre gostava de se vestir, feliz e emocionado inaugurava a linha Cabo Frio/Niterói.

Alexis Novellino faleceu no dia 23 de fevereiro de 1947, de febre tifóide, aos 39 anos de idade.
O povo cabo-friense homenageia Alexis Novellino através do nome de uma rua no bairro Vila Nova e dando à Rodoviária de Cabo Frio o nome de “Terminal Rodoviário Alexis Novellino”, justamente pelo seu sucesso na área de transporte.

É muito gratificante para todos nós, do CEAN, apresentar nossa escola à cidade de Cabo Frio com o nome de um dos seus mais ilustres cidadãos, um empreendedor de sucesso, Alexis Novellino.

Nossa Equipe

Rosele Novellino

Diretora Geral

Elicéa da Silveira

Secretária

Olívia Novellino

Coordenadora

Kátia Moreno

Orientadora Educacional

Lilian Lopes

Coordenadora Pedagógica
Ensino Fundamental II e Ensino Médio

Príscila | Ivan Júnior

Auxiliar de Secretaria | Orientador de Informática

Silvia | Ana Paula | Neia

Serviços Gerais

Michela | Camila

Pré II | 1º Ano

Sulema | Larissa

2º Ano | 3º Ano

Bruna | Jane

4º Ano | 5º Ano

Aline | Rodrigo | Felipe

Matemática

Gabriela | Ana Gaiote | Aline

Português

Proposta Pedagógica

Na educação infantil, neste inicio do processo de aprendizagem, o mais importante é incentivar nas crianças o gosto pelas descobertas. É essencial que a criança aprenda a conhecer, a fazer, a ser e a viver. Ao mesmo tempo a criança é estimulada a construir relações e se socializar, por intermédio de jogos, brincadeiras e atividades lúcidas, desenvolvemos os conceitos básicos presentes em seu dia-a-dia.

Na educação infantil, a avaliação se processa por meio da observação, visando a favorecer o desenvolvimento do aluno,estimular a criatividade e a livre expressão, formar hábitos saudáveis de higiene e nutrição, incitar habilidades e a prática da comunicação e expressão, com o acompanhamento e registro do desenvolvimento de cada aluno; sem o objetivo de promoção, mesmo para o acesso ao Ensino Fundamental.

O aluno da Educação Infantil é avaliado através de relatório trimestral, elaborado com base nos objetivos traçados pelo professor.

No Ensino Fundamental e no Ensino Médio a verificação do rendimento escolar compreende a avaliação do aproveitamento e a apuração da freqüência.

Ao final da cada trimestre, o aluno do Ensino Fundamental e do Ensino Médio obtém uma nota resultante da média de três avaliações realizadas no período e relativas a seu aproveitamento em cada área de conhecimento.

Ao final do período letivo, o aluno será promovido se alcançar, no mínimo, média 6,0 em cada área de conhecimento, além de freqüência mínima de 75%, do total de horas letivas.

A recuperação é um processo contínuo que cada professor faz paralelamente os desenvolvimentos dos trabalhos escolares, à medida que forem percebidas as necessidades dos alunos.

O Centro Educacional “Alexis Novellino” oferece aos alunos com deficiência no seu rendimento escolar recuperação paralela, recuperação trimestral e recuperação familiar.

A recuperação trimestral é oferecida aos alunos do 1º ao 9º ano do Ensino fundamental e do Ensino médio que não alcançarem o mínimo de aproveitamento previsto (6,0) nas avaliações feitas durante o trimestre.

Compreendemos que há diversos tipos de avaliação e que, portanto, há muitas funções, procedimentos e instrumentos igualmente diferentes.Podemos falar em avaliação inicial ou diagnóstica, formativa, somatória, prognóstica, seletiva e classificatória, entre outras.

Por conseguinte, avaliação deve ter como dimensão de analise o desempenho do aluno, do professor e de toda a situação de ensino que se realiza no contexto escolar, a fim de encontrar caminhos para aperfeiçoamento do processo de ensino e aprendizagem escolar

O final do Ensino Médio Fundamental II simboliza o encerramento de um processo educativo e ritualiza a passagem do aluno para um outro universo no mundo da Educação Básica, que é o Ensino médio.

Para o aluno do Ensino Médio, menos infantil e mais cidadão do mundo, a escola passa a ter outro significado e, talvez por isso, o sentido da aprendizagem ganha novos contornos.

As escolhas em relação ao dever acadêmico e profissional se concretizam com a proximidade cada vez maior do vestibular e da responsabilidade que isso traz, seja em relação á escolha profissional que esta ligada a isso, seja à possibilidade de uma formação acadêmica mais consistente e solida nas grandes universidades do país e, porque não, no exterior.

As aprendizagens ativas provocam a necessidade de contextualização, ou seja, a necessidade de se observarem as diferentes dimensões envolvidas no processo de aprendizagem no interior de um determinado contexto social, econômico, histórico, político e cultural. Desta forma, a contextualização se dá em tempo e espaço definidos e dentro de certos pressupostos do conhecimento científico.

A leitura das dificuldades atual da escola necessita de outras lentes, capazes de possibilitar olhares mais profundos e ampliados.

Abrir WhatsApp
Fale Conosco
Olá
Posso te ajudar ?